Voluntários brasileiros de Foz do Iguaçu doam livros a pesquisador angolano de Benguela

Intercâmbio interconsciencial evolutivo

No mês de julho de 2021, voluntários da Cognópolis de Foz do Iguaçu enviaram  livros e tratados conscienciológicos para Benguela, província de Angola, África. Foram aproximadamente 13 livros doados pelos voluntários do Campus CEAEC, Editares e autores da Conscienciologia.

Tudo começou em abril de 2021, quando o pesquisador Valdino da Silva Ernesto assistiu à Tertúlia Conscienciológica online com o título ‘África’, apresentada pela pesquisadora Giuliana Costa, youtube.com/watch?v=IziaAUZGc-E, ela é também autora do livro Autobiografia de uma personalidade consecutiva: Vivências na África segundo o paradigma consciencial.   As tertúlias ocorrem diariamente, das 12h30h às 14h30h, pelo Canal do  Youtube youtube.com/user/Tertuliarium, com apresentações de pesquisas sobre diversos temas. 

Ao entrar em contato com o centro de pesquisas CEAEC, Valdino ficou sabendo  da existência de grupos de pesquisadores ativos no continente africano, entrou em contato com eles e estabeleceu um intercâmbio para troca de informações, apoio nas autopesquisas e no estudo das teorias conscienciológicas. Os voluntários do CEAEC iniciaram um movimento para enviar material conscienciológico ao pesquisador, mobilizando autores, voluntários de diversos setores e instituições conscienciocêntricas. 

Foto: Leonardo Ribeiro
Foto: Leonardo Ribeiro

A exemplo da Associação Internacional de Aportes Interassistenciais – Interpares, que custeou o envio da remessa por transportadora especializada. Segundo os voluntários da Interpares, o processo de solicitação de livros é rápido e simples. O pesquisador deve preencher um formulário disponível no site da instituição (interpares.org.br), participar de uma breve entrevista, agendada pela equipe de triagem, e aguardar o parecer, que é enviado em pouco tempo.

A Interpares tem por missão a doação de bolsas de estudos conscienciológicos, cursos, livros, laboratórios conscienciológicos, dinâmicas parapsíquicas, consciencioterapia, orientação profissional e orientação financeira. Sua diretriz orientadora é o polinômio interassistencial acolhimento–orientação–encaminhamento–acompanhamento.

O resultado de todo esse movimento foi o fortalecimento da conexão interassistencial e do intercâmbio entre pesquisadores intercontinentais.

Foto: Edilson da Silva Ernesto

“Esses materiais didáticos são de imensurável valor, pois vão contribuir para o esclarecimento das consciências afins às teorias da Ciência Conscienciologia na região. Desejo que possam alcançar o maior número possível de pessoas, que cumpram na íntegra a intenção dos seus autores e que se tornem fisicamente verdadeiros pioneiros do voluntariado na região”, explica Valdino.

O pesquisador complementa: “Quero agradecer aos autores, voluntários e instituições conscienciocêntricas em nome de todos àqueles que estão envolvidos no estudo desses livros que chegaram aqui, e aos que virão a ter contato com esse material, pelos recursos de várias ordens necessárias para a materialização deste acontecimento, que marca o início do intercâmbio entre a Conscienciologia e a região de Benguela. O meu muito obrigado a todos!”

A equipe do CEAEC, externou agradecimento multidimensional a todos os envolvidos para a conclusão dessa tarefa interassistencial.

Foto: Inácio Vitaka

Bibliodiáspora no CEAEC

No tocante à doação de livros, o CEAEC já possui histórico de bibliodiáspora e prioriza a doação do Léxico de Ortopensatas escrito pelo professor Waldo Vieira, principalmente para bibliotecas de escolas municipais, estaduais, universitárias, particulares ou públicas, entregando-os aos representantes que trazem grupos de estudantes para visitar o campus. Nos últimos 5 anos, foram beneficiadas mais de 50 bibliotecas de diversos estados brasileiros, países e continentes.

Foto: Acervo do CEAEC
Foto: Acervo do CEAEC
Foto: Acervo do CEAEC

Projeto BiblioÁfrica

O Projeto Bibliodiáspora na África consiste na distribuição e doação gratuita, internacional, transcontinental, suprainstitucional e universalista das obras da Conscienciologia. Esse movimento surgiu em 2014 quando o professor Waldo Vieira doou 1.000 exemplares de seu Léxico de Ortopensatas para serem distribuídos pelo continente africano.

Nesse mesmo ano, foi fundada a Associação Internacional de Intercâmbio Conscienciológico – Intercons, instituição conscienciocêntrica, vinculada à Unicin, cuja estrutura serve para conexão inicial entre o trabalho desenvolvido naquele continente e os voluntários de instituições da conscienciologia com sede na Cognópolis Foz.

A concentração maior do trabalho dessa instituição foi estabelecer base e representação oficial da Conscienciologia na África para dar suporte aos voluntários intercambistas que transportam e distribuem livros e tratados conscienciológicos entre as bibliotecas do continente africano.

Acesse mais informações como relatos de viagens, registros fotográficos dos intercambistas e artigos relacionados ao continente africano, nas edições da Revista Intercâmbio, produzidas pelo Projeto Conscienciológico BiblioÁfrica. icge.org.br 

Saiba mais sobre o Projeto Conscienciológico BiblioÁfrica:
Informativo do Projeto Bibliodiáspora na África
Publicação do Projeto Bibliodiáspora na África

Facebook Intercons
Link website Intercons em português.
Link website Intercons em inglês.