Pular para o conteúdo

Inauguração da Holoteca Intercampi

Semente da futura Cognópolis Rosa dos Ventos. 

Aconteceu, no dia 25 de outubro de 2021, a inauguração da Holoteca da Associação Internacional dos Campi de Pesquisas da Conscienciologia (INTERCAMPI), integrando a programação on-line da II Semana Institucional da Holoteca, compreendida no período de 23 a 30 de outubro de 2021.

Registros da Inauguração da Holoteca da INTERCAMPI, em 25 de outubro de 2021, durante a II Semana da Holoteca da INTERCAMPI.
Registros da Inauguração da Holoteca da INTERCAMPI, em 25 de outubro de 2021, durante a II Semana da Holoteca da INTERCAMPI.

Desde a sua fundação, em 2005, a INTERCAMPI tem ampliado significativamente o seu acervo de artefatos do saber. Em decorrência, a consolidação de uma Holoteca, ou seja, de um lugar apropriado para a guarda, organização e disponibilização de tais coleções aos pesquisadores, tornou-se uma meta constante, evidenciada no antigo esboço registrado no primeiro fôlder institucional.

Foto: Antigo esboço da Holoteca da INTERCAMPI (2006).

"A Holoteca teve destaque desde o início da INTERCAMPI, sendo elemento aglutinador e inspirador mentalsomático pró campus e futura Cognópolis Rosa dos Ventos, sendo fulcro sinergético conector multidimensional recinológico e reurbanizador. Os artefatos do saber conectam pessoas, conhecimentos, épocas e dimensões"

Rute Pinheiro (Coordenadora do Comitê Técnico-Científico da instituição)

A proposta da locação de uma sala para as atividades da Holoteca fortaleceu-se durante os últimos anos, tendo sido, inclusive, incentivada pelo professor Waldo Vieira, em entrevista concedida a um grupo de representantes da instituição em 2015, para a criação de um vídeo comemorativo do 1º decênio da INTERCAMPI. Segundo ele, esse objetivo deveria ser levado adiante concomitantemente aos demais projetos institucionais.

"O momento da inauguração da sala da Holoteca INTERCAMPI foi muito amparado e trouxe-me reflexões sobre o amadurecimento das atividades institucionais. Em tempos de entregar imóveis por conta da pandemia, alugar uma sala foi uma iniciativa de contrafluxo intrafísico, mas extremamente alinhada ao fluxo multidimensional. Ainda há muito por vir, mas a partir dessa sala e da Semana da Holoteca INTERCAMPI é que o start foi dado"

Leonardo Martins (Coordenador-geral da instituição)

A carência inicial de espaço físico apropriado não impediu, no entanto, a realização de algumas iniciativas de organização do material, a exemplo da primeira catalogação dos livros, efetuada por voluntários, no ano de 2007, com o registro de 156 títulos em livro de tombo. Nos anos seguintes, essa atividade passou a ser realizada em planilhas eletrônicas. Neste novo momento, com o aumento significativo do acervo, almeja-se o seu cadastramento em software apropriado ao gerenciamento e acesso do material catalogado.

As coleções disponíveis na Instituição incluem, além dos livros, outros artefatos do saber, destacando-se os objetos relacionados a diferentes nacionalidades e ao processo da escrita. Anos depois, através da reforma realizada na sede da Instituição, parte dos livros foi abrigada em estante e ficou disponível para a consulta, representando um avanço significativo no propósito da biblioteca existente. Porém, a maioria do material adquirido permaneceu armazenada em caixas e doações em potencial, há muito sinalizadas, não se concretizaram devido à limitação de espaço.

Foto: Espaço inaugurado durante a II Semana da Holoteca da INTERCAMPI.
Foto: Estande com artefatos de diferentes nacionalidades.

Com o objetivo de movimentar e divulgar o acervo, foram realizadas exposições durante os eventos institucionais, totalizando até o momento (ano base: 2021) 08 mostras holotecológicas temáticas que, segundo depoimentos dos participantes, promoveram muito sinergismo grupal e reverberaram positivamente no projeto de consolidação de um campus.

Vale ressaltar que a participação do voluntariado da INTERCAMPI, desde 2013, nos cursos de qualificação, promovidos pela Holoteca do CEAEC, durante as Semanas de Holotecologia, em Foz do Iguaçu – PR, também representou um grande catalisador das ações em prol da estruturação do trabalho holotecário local.

Em 2019, no período de 23 a 29 de outubro, iniciou-se a realização de um evento bienal próprio, visando promover atividades relacionadas à Holotecologia, em comemoração à Semana Nacional do Livro e da Biblioteca, contemplando em sua programação, palestras, oficinas e exposição dos artefatos do saber, entre outras atividades. Dois meses antes da segunda edição desse evento, ocorrida em outubro de 2021, um grupo de voluntários conseguiu alugar uma sala destinada à organização do acervo e à realização das atividades da Holoteca da INTERCAMPI.

Recentemente, através de uma consulta aos voluntários, foram eleitas 10 tecas (coleções) que serão priorizadas no início dos trabalhos: Grafopensenoteca, Serenoteca, Atributoteca, Intercampioteca, Lexicoteca, Reurbanoteca, Tecnoteca, Neuroteca, Cosmoteca e Evolucioteca. Tal ação estimulou o lançamento do Projeto Adote uma teca, que pretende impulsionar o processo de organização e ampliação do acervo institucional.

Foto: Objetos da Serenoteca e da Grafopensenoteca, expostos durante a II Semana da Holoteca da INTERCAMPI.
Foto: Objetos da Serenoteca e da Grafopensenoteca, expostos durante a II Semana da Holoteca da INTERCAMPI.

Encontra-se também, em processo de aprovação, o Projeto Geral da Holoteca da INTERCAMPI, que pretende nortear as ações a serem implementadas neste novo ambiente. Ao permitirem a expansão dos atributos mentaissomáticos, as atividades promovidas pela Holoteca tornam-se relevantes a qualquer instituição que trabalhe com a auto e a heteropesquisa, pois, conforme afirma o professor Waldo Vieira, o pesquisador é um holotecário natural (VIEIRA, 2014, p. 401).

"O trabalho no holopensene do empreendedorismo holotecário é muito gratificante. Ajudar na instalação e divulgação da Holoteca Intercampi encheu-me de energia, promoveu expansão do mentalsoma e possibilitou amparo de função. Convido todos, mesmo que não sejam voluntários exclusivos da Holoteca, a darem sua contribuição para esse tipo de empreendimento mentalsomático"

Iara Suassuna (Voluntária da INTERCAMPI)

Há muito trabalho a ser realizado e as expectativas para os próximos anos são motivadoras, tendo em vista o envolvimento dos voluntários em todas as ações diretamente relacionadas com o materpensene institucional da Mentalsomatologia, a exemplo das edições cada vez mais fortalecidas dos cursos e demais eventos, além do lançamento, em outubro deste ano, da Revista Mentalsomatologia Aplicada.

Nesse sentido, outro aspecto favorecedor que merece ser mencionado é o avanço tecnológico, vivenciado intensamente nos últimos anos, estreitando o diálogo entre as Unidades da instituição, além de promover a integração com a sociedade e demais instituições conscienciocêntricas.

Cada etapa conquistada representa ainda, a nosso ver, uma semente extrafísica para a implantação de uma Cognópolis no Rio Grande do Norte, projeto epicentrado pela INTERCAMPI. Sendo assim, entendemos a conquista coletiva da Inauguração da Holoteca da Intercampi enquanto parte do processo que impacta positivamente a materialização do Campus da INTERCAMPI e da futura Cognópolis Rosa dos Ventos.

"O conjunto de atividades de qualificação mentalsomática favorece a maturidade consciencial no contexto da grupalidade."

Ana de Sena (Voluntária da INTERCAMPI)

A INTERCAMPI é uma instituição conscienciocêntrica de educação e pesquisa científica, independente, mantida por voluntários, universalista, laica, não doutrinária, apartidária, não governamental e sem fins lucrativos. A sede situa-se em Natal – RN, com unidades de atuação também em Recife – PE e Fortaleza – CE. Convidamos a comunidade conscienciológica e pesquisadores alinhados ao trabalho mentalsomático, a juntarem-se a nós neste empreendimento reurbanológico. Mais informações  ou sugestões podem ser enviadas para o e-mail holoteca.intercampi@gmail.com

Vídeo relacionado:

Expediente da matéria:

Referências:

Vieira, Waldo. Dicionário de Argumentos da Conscienciologia. Volume 1. Foz do Iguaçu: EDITARES, 2014.

Para saber mais acesse:

Mais sobre

Em alta