Intercâmbio Conscienciológico

ARACÊ lança Intercâmbio Conscienciológico na Cognópolis Pedra Azul

Que tal passar uma temporada em um campus conscienciológico, vivenciando a experiência de ser voluntário-pesquisador-residente? Essa é a essência do Intercâmbio Conscienciológico implantado no Campus ARACÊ, onde se instala a Cognópolis Pedra Azul, no Espírito Santo.

Eliete em chalé individual nas montanhas capixabas. (Foto: Aracê)

A intercambista estreante do projeto foi Eliete Fagundes, homeopata, residente em Belo Horizonte, que permaneceu 15 dias residindo na Vila Elliotis em chalé equipado especialmente para a atividade. Com foco na autopesquisa, ela realizou 17 experimentos laboratoriais e utilizou diariamente a Sala de Pesquisa para a escrita e leitura, além de voluntariar no Projeto Cuidadologia.

O que é o Intercâmbio Conscienciológico
O termo intercâmbio remete a trocas. É uma viagem na qual o foco principal é adquirir conhecimentos interculturais através de experiências. Entre as modalidades estão os intercâmbios de estudos de idiomas, de especialização e de voluntariado, dentre outros.

Casa do Pesquisador em formato esférico. (Foto: Aracê)

O Intercâmbio Conscienciológico na Cognópolis Pedra Azul é a oportunidade de se vivenciar temporada de estada, pesquisa e voluntariado em campus conscienciológico junto à natureza, permutando conhecimentos através de experiências em Cognópolis, tendo por base o paradigma consciencial. O objetivo é oportunizar, aos pesquisadores interessados, a experiência de viver na Cognópolis Pedra Azul com foco interassistencial. A proposta é abrir possibilidade de intermissivistas se fixarem, por temporada, na Cognópolis Pedra Azul, vindo a compartilhar experiências ofertadas, de acordo com o interesse pessoal.

A horta de orgânicos contribui para a imersão na natureza. (Foto: Aracê)
Caminhadas entre laboratórios, refeitório e trilhas. (Foto: Aracê)

O pesquisador poderá participar por iniciativa pessoal ou representando Instituição Conscienciocêntrica (IC), sendo temporariamente embaixador da IC e fixando o holopensene de determinada especialidade na Cognópolis Pedra Azul, promovendo assistência ao público-alvo daquela instituição no ES. Caso o intercambista atenda aos critérios existentes, a experiência poderá também culminar com experimento no Laboratório Serenarium.

Institucionalmente, o projeto está vinculado ao Núcleo Técnico-científico e à Assessoria de Saúde, contando com a participação de todos os voluntários residentes no Campus ARACÊ. É uma das três modalidades do Turismo da Experiência, sendo elas:

Modalidade 1 – Passeio Bioenergético, com duração de três horas;
Modalidade 2 – Imersão Holossomática, com duração de um a dois dias em fim de semana;
Modalidade 3 – Intercâmbio Conscienciológico, com duração de sete dias a três meses.

Entre os critérios para participar do Intercâmbio Conscienciológico estão: ser pesquisador da Conscienciologia admitindo o paradigma consciencial; estar em pleno gozo de saúde física e mental, comprovado por atestado médico (incluindo testes da Covid-19); passar por entrevista prévia com finalidade de alinhamento de interesses e expectativas.

A beleza da paisagem favorece a introspecção. (Foto: Aracê)
Neuzeth iniciando mais um dia de autopesquisa. (Foto: Aracê)

Quanto aos espaços para residência, o projeto oferece duas possibilidades na Vila Elliotis: chalés para permanência prolongada e basecons para estadas de curta duração. Os ambientes são mobiliados e equipados com infraestrutura minimalista, otimizadora da experiência.

Neuzeth Barros explorando a Holoteca da Aracê. (Foto: Aracê)
Eliete otimizou estudos na ampla Sala de Pesquisa. (Foto: Aracê)

Durante o Intercâmbio, o pesquisador poderá usufruir de toda a estrutura e atividades disponíveis: pesquisa na Holoteca e Sala de Pesquisa; Campo de Escrita; experimentos em Laboratórios Conscienciológicos; Passeio Bioenergético em trilhas na natureza da Mata Atlântica, existente no Campus ARACÊ; plantio de árvores frutíferas e plantas ornamentais; interação em horta orgânica; turismo nas montanhas capixabas; experimento no Serenarium (critérios próprios).

Cada intercambista poderá elaborar sua própria programação, de acordo com o interesse e critérios. Interessados em participar podem entrar em contato pelo whatsapp: +55 (27) 99997-3120, ou pelo email intercambio@arace.org.

Primeiras intercambistas
Intercambista: Eliete Fagundes, homeopata.
Intercâmbio n. 1
Temporada: 15 dias (de 20 de maio a 4 de junho de 2021).
“A oportunidade ímpar de poder participar de ambientes únicos e mentaissomaticamente otimizados, clarificou-me: se continuarmos evitando o inevitável, dificultaremos a transposição para a condição de Homo serenus. Para mim, o desafio da autorreflexão é silenciar o mundo inconsciente que criei ao redor para ouvir apenas a consciência lúcida. A paraterapêutica diária da equipe extrafísica foi pontual no ajuste de padrões holopensênicos que se afinaram e reverberaram de maneira inequívoca, alavancando assim a trajetória evolutiva proexológica. Agradeço a todos que me possibilitaram participar desse intercâmbio” (Eliete Fagundes, Homeopata).

Intercambista: Neuzeth Barros, médica.
Intercâmbio n. 2
Temporada: 15 dias (de 15 a 29 de junho de 2021).