Pular para o conteúdo

ISIC realiza a terceira Semana Internacional online

O exercício do universalismo voltado à programação de vida

A III International Week of Conscientiology, realizada de 20 a 29 de agosto de 2021, totalmente online, com a temática Interconexão Planetária Evolutiva, reuniu 81 participantes, sendo 41 do Brasil e 40 do exterior englobando 18 países de 5 continentes: Romênia, México, Argentina, Angola, Brasil, Canadá, Porto Rico, Alemanha, Paraguai, Austrália, Áustria, Estados Unidos, Sudáfrica, Eslovênia, Espanha, Lituânia, Uruguai e Suíça.

O número de inscritos superou as edições anteriores do evento, assim como a porcentagem de partícipes com primeira experiência em cursos conscienciológicos, que chegou a 23%.

Quanto ao idioma, 54 pessoas tinham por língua nativa o inglês, 14 o espanhol e 13 o português. O idioma oficial foi o inglês, porém todas as apresentações tiveram tradução simultânea para o português e o espanhol, abrindo espaço para que todos se apresentassem no seu idioma, criando um clima de respeito e multiculturalismo na prática.

"Durante as atividades houve muita interação, troca de experiências e debate, criando um ambiente acolhedor e de amizade entre todos. Embora fosse um evento totalmente online, podia-se perceber as energias de integração entre os docentes, voluntários e alunos, a conexão com as equipes e o holopensene de curso intermissivo."

Ana Ruiz

A semana internacional é um evento bienal que objetiva criar ambiente propício ao acesso à Conscienciologia e à comunicação científica conscienciológica entre intermissivistas de todos os cantos do planeta. Entre as características deste evento estão os painéis que aconteceram em 10 dias consecutivos, coordenados pela Interassistantial Services for the Internationalization of Conscientiology (ISIC) em parceria com o Centro de Altos Estudos da Conscienciologia (CEAEC).

O evento foi estruturado e sustentado por uma equipe de 84 voluntários, sob a coordenação executiva de Virginia Ruiz, composta por 10 intérpretes (com destaque para as trilingues veteranas, Ana Paula Lage e Fabiana Cerato); 16 monitores e suporte ao aluno, coordenados por Ana Ruiz; equipe de transmissão, coordenada por Maria Koltum, e 55 docentes, originários de 14 instituições coparticipantes: IIPC, Editares, Consecutivus, Assipi, Encyclossapiens, Assinvéxis, Apex, Conscius, OIC, IC Tenepes, Reaprendentia, Orthocognitivus, Uniescon e Unicin.

"Foi um evento que ajudou a trazer a agenda internacional para o primeiro plano. Espero que motive e inspire a todos da comunidade conscienciológica a dar maior prioridade às questões internacionais, alcançando maior número de intermissivistas fora do Brasil. Nossa meta era chegar a novos intermissivistas de todo o mundo, o número de inscritos, mostra que demos um passo positivo nessa direção"

Jaclyn Cowen (coordenadora do evento)

As professoras, Lygia Decker e Ana Paula Lage, abriram o evento em live com o tema Introdução à Conscienciologia.

Link da Live de abertura:  introduction to conscientiology

Em seguida aconteceu um bate-papo informal com os autores, tradutores e revisores, dos últimos títulos conscienciológicos publicados, nos idiomas inglês, romeno e espanhol, confira os títulos:

Inglês: Autobiography of a Consecutive Personality (2021); Antivictimization: A Foundation for Self-evolution (2020); Conscientiology Is News: One decade of interviews on Super Tupi Radio (2021).

Romeno: Manual de Penta: Sarcina Energetică Personală (2021).

Espanhol: Glosario de Términos Esenciales de la Conscienciología – Espanhol-Português (2021), o primeiro Glossário de Neotermos Conscienciológicos em Língua Espanhola; Coraje para Evolucionar (2021); Concienciología: Breve Introducción a la Ciencia de la Consciencia (2021); Manual de la Pareja Evolutiva (2021); Proyecciones de la conciencia: Diario de experiencias fuera del cuerpo físico (2021), 2º Ed. revisada.

As atividades realizadas no Tertuliarium vinculadas à semana internacional, tiveram grande acolhida pelo público internacional, que pôde, pela primeira vez, assistir e participar, em tempo real, com questionamentos, das defesas de 2 verbetes para a Enciclopédia da Conscienciologia, também traduzidos simultaneamente para o inglês e espanhol. Sincronicamente, ambos os verbetes foram da especialidade Proexologia: Autorrealinhamento Proéxico na Maturidade de Lygia Decker, e Migração Proexológica Internacional, de Virginia Ruiz. Ao todo foram 10 defesas de pesquisadores (brasileiros e estrangeiros), nas Tertúlias Conscienciológicas.

Destacaram-se ainda os debates iniciados com o tema Intermissivistas no mundo, no Círculo Mentalsomático – com as participações de Jaclyn Cowen, Sérgio Fernandes e Virginia Ruiz – seguido da análise do Epicentrismo sem fronteiras, apresentado por Cristina Arakaki, no Epicentrismo em Debate, e fechando com a abordagem de Jeffrey Lloyd sobre a Internacionalização da Conscienciologia, na Tertúlia Matinal.

Confira na íntegra as apresentações no Tertuliarium da terceira Semana Internacional da Conscienciologia:

Círculo Mentalsomático: Intermissivistas no mundo

Português

Espanhol

Inglês

Epicentrismo em Debate: Epicentrismo sem fronteiras

Português

Espanhol

Inglês

Tertúlia Matinal: Internacionalização da Conscienciologia

Português

Espanhol

Inglês

O curso do dia 28.08.21 com o título Universalism in Practice, teve a participação de 5 pesquisadores da ISIC, que trouxeram para o debate os temas do multiculturalismo, da megafraternidade e da cosmoética e a relação desses com o Universalismo. O que chamou a atenção foi um vídeo mostrando um trecho da palestra de Carl Sagan, na Universidade Cornell em 1994. Na ocasião, o cientista apresentou uma imagem da terra captada pela Voyager 1, que passou a ser conhecida como ‘Pálido Ponto Azul’, expondo suas reflexões sobre o profundo significado por trás da ideia de ter insistido com sua equipe, naquele registro, nesses termos:

Olhem de novo esse ponto. É aqui, é a nossa casa, somos nós. Nele, todos a quem ama, todos a quem conhece, qualquer um sobre quem você ouviu falar, cada ser humano que já existiu, viveram as suas vidas. O conjunto da nossa alegria e nosso sofrimento, milhares de religiões, ideologias e doutrinas econômicas confiantes, cada caçador e coletor, cada herói e covarde, cada criador e destruidor da civilização, cada rei e camponês, cada jovem casal de namorados, cada mãe e pai, criança cheia de esperança, inventor e explorador, cada professor de ética, cada político corrupto, cada "superestrela", cada "líder supremo", cada santo e pecador na história da nossa espécie viveu ali - em um grão de pó suspenso num raio de sol.

A Terra é um cenário muito pequeno numa vasta arena cósmica. Pense nos rios de sangue derramados por todos aqueles generais e imperadores, para que, na sua glória e triunfo, pudessem ser senhores momentâneos de uma fração de um ponto. Pense nas crueldades sem fim infligidas pelos moradores de um canto deste pixel aos praticamente indistinguíveis moradores de algum outro canto, quão frequentes seus desentendimentos, quão ávidos de matar uns aos outros, quão veementes os seus ódios.

As nossas posturas, a nossa suposta auto importância, a ilusão de termos qualquer posição de privilégio no Universo, são desafiadas por este pontinho de luz pálida. O nosso planeta é um grão solitário na imensa escuridão cósmica que nos cerca. Na nossa obscuridade, em toda esta vastidão, não há indícios de que vá chegar ajuda de outro lugar para nos salvar de nós próprios.

A Terra é o único mundo conhecido, até hoje, que abriga vida. Não há outro lugar, pelo menos no futuro próximo, para onde a nossa espécie possa emigrar. Visitar, sim. Assentar-se, ainda não. Gostemos ou não, a Terra é onde temos de ficar por enquanto.

Já foi dito que astronomia é uma experiência de humildade e criadora de caráter. Não há, talvez, melhor demonstração da tola presunção humana do que esta imagem distante do nosso minúsculo mundo. Para mim, destaca a nossa responsabilidade de sermos mais amáveis uns com os outros, e para preservarmos e protegermos o "pálido ponto azul", o único lar que conhecemos até hoje.

Clique para ver a foto da imagem “Um pálido ponto Azul”

Após o vídeo, a fim de promover o diálogo e fomentar questionamentos, foram abordados pelos pesquisadores questões sobre etnocentrismo e se a humanidade tem maturidade para lidar com questões além da orbe terrestre. O debate, instigou a reflexão sobre o papel dos intermissivistas no desenvolvimento do universalismo no planeta.

Tem sido muito interessante esse intercâmbio, uns aprendendo com os outros. Tenho tirado muito aprendizado porque até então tenho estudado sozinho e essa atividade traz um sentimento de pertençimento muito bom.

Relata Valdino Ernesto, que participou do curso, de Angola, África.

A semana terminou com uma novidade, o lançamento do International Journal of Conscientiology (IJC) , liderado pela editora e voluntária da ISIC Lygia Decker.

O intuito da revista é favorecer a comunicação pesquisística internacional e ampliar a cientificidade da internacionalização da Conscienciologia.

Publicado no idioma inglês, a primeira edição do IJC (2021) conta com 2 números: o primeiro com republicações de artigos e verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia: e o segundo com 10 artigos inéditos sobre o tema da semana: Interconexão planetária evolucionária.

O International Journal of Conscientiology (IJC) é a mais nova revista científica conscienciológica, fruto de uma parceria entre a ISIC e o CEAEC, cujo principal objetivo é a troca de experiências entre pesquisadores interessados na internacionalização da Conscienciologia, através da divulgação de resultados de pesquisas em todas as especialidades da Conscienciologia.

explica Lygia Decker
Foto: acervo ISIC
Foto: acervo ISIC

Ao todo foram 20 atividades, algumas disponíveis gratuitamente: Conversa com os Autores (Editares); Um olhar prático para a Enciclopédia da Conscienciologia (Encyclossapiens); Diálogos sobre a Tenepes (IC Tenepes); As Ciências da Conscienciologia (Colégios Invisíveis da Conscienciologia); Instrumentos de Pesquisa Conscienciológica (Conselho Intercientífico da UNICIN).

Acesse as atividades gratuitas no link: store.campusceaec.org

No debate final, foi pedido aos participantes que resumissem o evento em 3 palavras, respondendo, em um recurso digital, ao questionamento: My takeaways of the III International Week of Conscientiology (trad: Minhas conclusões sobre a III Semana Internacional de Conscienciologia.). O resultado deu origem a um quadro com as palavras mais mencionadas pelos participantes, em ordem decrescente, na figura que segue:

My takeaways of the III International Week of Conscientiology (Foto: Cristina Bornia)

A figura deixa transparecer os temas marcantes dos 10 dias de debates construtivos e evolutivos, ressaltando a maxiproéxis e o universalismo como pontos centrais, muito coerente com o materpensene da ISIC.

Expediente da matéria:

Para saber mais acesse as edições I e II deste evento: