Pular para o conteúdo

Coordenação do Jornal da Cognópolis passa bastão a novos gestores

O primeiro quinquênio transitório do institucional para o suprainstitucional

Após cinco anos (2017-2022) de muito trabalho assistencial focado na divulgação dos fatos e parafatos da comunidade conscienciológica, os coordenadores Gelson Juarez Oliveira e Nerli Vieira, ela, jornalista e coordenadora-geral da Comunicons; ele, administrador e psicólogo, voluntário da OIC, encerram este ciclo em clima de completismo.

A coordenação do Jornal da Cognópolis agora será desempenhada pela jornalista e especialista em comunicação, Yana Fortuna e o administrador, fotógrafo e especialista em mídias digitais Leonardo Ribeiro. A mudança de gestão ocorreu no dia 5 de março de 2022, em reunião especial online, com a participação do Conselho Editorial, representado por Denise Paro e Pedro Mena Gomes.

Coordenadores Nerli e Gelson, gestão 2017/2022 (Foto: Acervo do Jornal da Cognópolis)
Novos coordenadores Yana e Leonardo (Foto: Cristina Bornia)

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram
Share on twitter
Share on email
Share on print

Os novos coordenadores já são voluntários do jornal desde 2021, quando este passou a ser totalmente virtual. Responsáveis inicialmente pela otimização das redes sociais e site, aceitaram ser epicentros deste empreendimento evolutivo, trazendo suas energias e expertise para a nova fase do Jornal da Cognópolis.

"Novas perspectivas e muitos desafios surgem no horizonte, porém, há a certeza de muito amparo e infinitas possibilidades para a realização de um trabalho informativo que una cada vez mais a Comunidade Conscienciológica Cosmoética Internacional."

Yana Fortuna

Com atividades iniciadas em 1995, o jornal acompanhou o desenvolvimento da Conscienciologia e cresceu junto com a Ciência. Sob vários formatos e nomes (ver histórico), sempre em caráter informativo, tornou-se um organismo suprainstitucional em 2017, vinculado à UNICIN.

"Participei de reunião para a retomada do jornal em 2017, com intenção de contribuir com escrita de matérias. Saí com a função de coordenar, visto a carência de profissionais de comunicação nos projetos suprainstitucionais. Hoje, ele está online e vem ganhando visibilidade nas redes sociais. Agora em 2022, passamos o bastão para profissionais compromissados com a informação conscienciológica qualificada. Parabenizo o Leonardo e a Yana por assumirem este trabalho. Agradeço a contribuição de muitas outras mãos que deram e continuam dando suporte: redatores, revisores, diagramadores, tradutores, financeiro e Conselho Editorial."

Nerli Vieira

Os últimos anos trouxeram inúmeros desafios, principalmente pelas adaptações frente ao período pandêmico. Nesse contexto, o jornal passou do físico para o virtual, demandando adaptações no fluxo editorial, publicações e marketing. Além disso, processos administrativos foram repensados, trazendo maior dinamicidade e evolução ao processo.

Reunião com Conselho Editorial em 2018 (Foto: Acervo do Jornal da Cognópolis)
Colaboração de tradutor na entrevista com o escultor Robert Adrian Stephenson, conhecido por Bob (Foto: Acervo do Jornal da Cognópolis)
Café com pautas em 2018 com Gelson, Ermânia, Rosane e Nerli (Foto: Acervo do Jornal da Cognópolis)

Segundo Gelson, este período de 5 anos no Jornal significou grande impulso em suas relações sociais dentro da comunidade conscienciológica, com a função de coordenador financeiro e ainda a distribuição do jornal impresso no Tertuliarium, Holociclo, Hotel, Editora e Livraria Epígrafe e Discernimentum, ICs e condomínios conscienciocêntricos.

"Mas, o principal foi o contato com as equipes de produção e tradução que contribuíram para a continuidade do jornal. Também muitos anunciantes ajudaram na sustentação financeira desse periódico, bem como as ICs. Outro diferencial foi conseguirmos traduzi-lo em 4 idiomas: inglês, espanhol, italiano e alemão."

Gelson Juarez Oliveira
Equipin em 2019 atarefada e bem humorada (Foto: Acervo do Jornal da Cognópolis)
Entrevista com a pesquisadora da Consecutivus, Kassandra Marr em 2018 (Foto: Acervo do Jornal da Cognópolis)

O Jornal da Cognópolis é uma ferramenta de atualização informacional importante na CCCI e enriquece a holomemória da Conscienciologia acerca dos fatos e parafatos que estão acontecendo nas Cognópolis. 

Expediente da matéria:

Mais sobre

Em alta